Category: Sem categoria

Sem categoria

Popota, mais um produto da troika (ou do porreirismo…

Com o passar dos anos fomos habituados a ter músicas de Natal, muito antes do Natal. Este ano, a primeira vítima da troika, parece ter sido a Leopoldina! Ficou só a Popota, uma espécie de concorrente do Peso Pesado da SIC, mas com uns retoques para obesos serem sexys e fazer concorrência às outras pegas da Casa dos Segredos da TVI. Read more “Popota, mais um produto da troika (ou do porreirismo nacional?)”

Sem categoria

Os políticos !

“Os políticos e as fraldas devem ser mudados frequentemente e pela mesma razão.

Eça de Queirós”

Resolvi voltar a citar esse grande pensador português. Conforme o tempo passa, mais claro fica que em Portugal os políticos sofrem todos da doença da promessa. Antes de terem o chamado “poleiro” prometem coisas, quando o conseguem, fazem alguma coisa nos primeiros tempos, depois desfazem todas as juras de amor.

A analogia do Eça é brilhante. Porque será que se mudam as fraldas frequentemente? 🙂

Sem categoria

Porque é estranho – que haja quem estranhe a…

“Nós estamos num estado comparável, correlativo à Grécia: mesma pobreza, mesma indignidade política, mesmo abaixamento dos caracteres, mesma ladroagem pública, mesma agiotagem, mesma decadência de espírito, mesma administração grotesca de desleixo e de confusão. Nos livros estrangeiros, nas revistas, quando se quer falar de um país católico e que pela sua decadência progressiva poderá vir a ser riscado do mapa – citam-se ao par a Grécia e Portugal. Somente, nós não temos como a Grécia uma história gloriosa, a honra de ter criado uma religião, uma literatura de modelo universal e o museu humano da beleza da arte.

(Eça de Queirós e Ramalho Ortigão, 1872)  in As farpas.”

Read more “Porque é estranho – que haja quem estranhe a emigração”